ZAP CHAME Servidoras são capacitadas para atender vítimas de violência doméstica

Publicado em 18 novembro 2016

 

Com a finalidade de melhorar cada vez mais o atendimento no Zap Chame, serviço de mensagem instantânea para atender pessoas sobre questões de violência doméstica e familiar, o Centro Humanitário de Apoio à Mulher (Chame), órgão da Assembleia Legislativa de Roraima, promoveu uma capacitação para as atendentes do Zap que funciona pelo telefone 98402-0502. O encontro, mediado pela advogada do Centro, Karla Viegas, aconteceu na manhã desta sexta-feira, 18, na sede do Chame, que fica na rua Coronel Pinto, Centro,

“O projeto do Zap Chame já tinha previsto encontros para avaliação do nosso serviço e promover conversas com as atendentes para atualizá-las sobre a Lei [Maria da Penha] e sobre os serviços que o Chame disponibiliza para a população”, explicou Karla. Ela acrescentou que a capacitação desta sexta-feira é um aprimoramento para que as atendentes continuem prestando um serviço como mais qualidade, que já vem sendo feito para a população.

O Zap Chame funciona 24h e quem procura o serviço, segundo a advogada, são as mulheres vítimas de violência e também familiares ou outras pessoas que conhecem a situação e não sabem como proceder para ajudar. “É uma forma das mulheres se sentirem amparadas, pois têm um lugar para procurar ajuda, muitas vezes em horários e dias que os órgãos públicos estão fechados”, destacou Karla.

Para Aline Morais, representante da Procuradoria Especial da Mulher, em que está inserido o Chame, “o encontro é importante não só pela quantidade de pessoas que sofrem a violência, mas pela ajuda que estamos dando a elas agora. Muitas pessoas não tinham coragem de fazer a denúncia e hoje a gente tem percebido que elas vêm ao Chame falar da situação”, disse.

Aline acrescenta que, de dez mulheres que fazem contato via mensagem no Zap Chame, nove vão ao Centro Humanitário buscar ajuda. “No Chame há o atendimento com psicólogos, advogados, assistente social e todos os tipos de encaminhamento. É um atendimento humanizado.  Isso é muito importante para elas”, disse.

E esse atendimento preciso, a partir do Zap Chame, segundo destacou a advogada Karla, garante uma informação de qualidade. “O resultado do Zap Chame é extremamente positivo pois vem recebendo muitas demandas. É uma ferramenta importante para o enfrentamento da violência doméstica e familiar porque às vezes a pessoa não sabe onde procurar ajuda e até desconhece que está a situação pela qual passa é de violência doméstica. Por meio de orientação oferecida pelo Zap Chame, ela tem essa orientação, essa informação”, explicou.

O Zap Chame é um serviço da Assembleia Legislativa de Roraima criado no início deste ano, por iniciativa dos deputados Jalser Renier (SD) e Lenir Rodrigues (PPS).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.