Dias de Elias…

Publicado em 30 março 2017

Tem dias que as coisas não andam, da vontade de abandonar tudo jogar a toalha e declarar: Eu desisto, cansei, estou perdido não quero mais lutar… não suporto mais batalhar, guerrear e não ver nada mudar. As coisas insistem em não melhorar, o problema não é resolvido, aliás, cresce mais a cada dia.
Todos nós já passamos ou vamos passar com certeza por dias assim. E nesses momentos a melhor coisa é parar, pensar e fazer algo simples, mas que é o princípio para resolver qualquer situação, sair um pouco de dentro do olho do furacão para se ter uma noção melhor do tamanho e força que ele tem. Muitas vezes estamos tão atolados de problemas, e sem dar um tempo para respirar, pela ansiedade de querer resolver tudo de uma só vez, que acabamos no meio de um furacão, achando que ele é muito grande quando na verdade ele não é essa coisa toda.
Temos que sair da grande parcela de apenas leitores da Bíblia para fazer parte do seleto grupo que lê, mas também pratica.
“Não se enganem; não sejam apenas ouvintes dessa mensagem, mas a ponham em prática.” (Tiago 1.22)
Quando imagino que na nossa caminhada temos sempre momentos dessa natureza, onde nos sentimos totalmente enfraquecidos, e o pior, vendo tudo sem saída. Ficamos com o caráter de derrotados, o que vai de encontro com a palavra de Deus que nos diz que “… somos mais que vencedores…” (Romanos 8.37).
Esses momentos eu dou o nome de “Dias de Elias” um grande homem de Deus, mas como a Palavra nos diz que “… era homem sujeito às mesmas paixões que nós…” (Thiago 5.17) Elias serviu ao senhor a tal ponto que não provou da morte, era um homem de muita fé em Deus que chegou a desafiar todos os profetas de Baal. Mas ele tinha seus dias de desânimo, de tristeza e até de medo. Depois de receber um recado da rainha Jezabel dizendo que iria matá-lo ele apavorou, se acovardou, fugiu e se escondeu numa caverna. Quantos de nós não tomamos essa decisão ao primeiro grande desafio de nossas vidas. Uma pequena ameaça (doença, desemprego, rejeição etc) que a gente logo acha que vai morrer, que não tem forças para resolver, e nos lançamos para dentro da nossa caverna. Assim como Elias nós nos esquecemos de Deus, das promessas de sua palavra e que Ele é o nosso Socorro:
“O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua mão direita. De dia o sol não te ferirá, nem a lua de noite. O Senhor te guardará de todo o mal; ele guardará a tua vida. (Salmos 121)
É isso que Deus quer que a gente saiba que não existe momento tão difícil, tão complicado, tão desesperador que Ele não possa contornar. Elias dentro da caverna também se achou só e único, assim como nós nos sentimos quando estamos com um grande problema. Mas Deus tratou logo desse trauma, mostrando que como ele, em risco de morte existiam em Israel sete mil profetas que não se dobraram a Jezabel.
“Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e procuraram tirar-me a vida? Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil varões que não dobraram os joelhos diante de Baal. ” (Romanos 11.3-4)
Nesses momentos de caverna que todos nós passamos, temos que buscar na palavra de Deus a resposta para as nossas aflições, e o mais importante entender que Deus vai estar sempre ao nosso lado, Ele nunca irá nos desamparar. Por isso, nunca se sinta só.
“E lembrem disto: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.. ” (Mateus 28.20)
Jesus Cristo
A Simplicidade do Mestre II
Pr. Marcone Lazaro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.