Seminário discute o acolhimento em unidades de saúde

Publicado em 21 dezembro 2016

 

O acolhimento com classificação de risco já é uma realidade em algumas unidades básicas de saúde de Boa Vista. Nesta terça-feira, 20, as equipes de saúde se reuniram em um seminário para tratar sobre a nova forma de atendimento que já vem sendo implementado desde o início deste ano, em algumas unidades básicas de saúde.

 

De acordo com o secretário municipal de saúde, Rodrigo Jucá, o novo procedimento vai melhorar ainda mais o acesso da população aos serviços oferecidos. “Esta é uma mudança de postura radical que estamos implantando e que chegará a todas as nossas unidades. Trata-se de uma nova metodologia de organização dos processos de trabalho dentro da unidade, e que vai fazer com que tanto profissionais como usuários entendam o funcionamento do tempo de espera no serviço”, destacou.

 

Este ano foram implantados novos protocolos de acolhimento com classificação de risco para atender os usuários, nas unidades do Conjunto Cidadão, Primavera, Sayonara, no bairro Senador Hélio Campos, Mecejana Liberdade e Aygara Motta, no Cidade Satélite.

 

Participaram do seminário, tanto as equipes das unidades que já atuam com o novo protocolo de atendimentos, como as que ainda vão implantar. De acordo com a superintendente de Atenção Básica, Érika Madelaine, a ideia do evento foi repassar as experiências adquiridas com o novo procedimento.

 

“Construímos juntos no início do ano uma portaria com o fluxo de atendimentos e escuta qualificada, tanto de emergência como de agendamento. A unidade do Cidadão, onde o fluxo já está sendo implantado, temos resultados positivos. Hoje os moradores daquela região já entendem a nova metodologia e sabem que não há necessidade de filas, pois todos serão atendidos”, explica Érika.

 

Para a diretora do Aygara Motta, no Cidade Satélite, Regiane Matos, com a nova forma de acolhimento foi possível atender a demanda reprimida. “Nós tivemos uma redução grande na demanda reprimida. Antes não conseguíamos atender cerca de 30 a 40 pessoas por dia. Hoje com o acolhimento todas as pessoas são acolhidas e atendidas de acordo com a classificação, no mesmo dia ou sendo agendada”, explica.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.