TESTEMUNHO – Juninho do Banjo, Grupo Katinguelê, conta seu testemunho de conversão

Publicado em 18 janeiro 2012


Juninho do Banjo, ex integrante do Grupo Katinguelê, compositor de diversas canções famosas como Lua vai e Inaraí, apesar de todo seu sucesso vivia no mundo terrível das drogas.

Em entrevista a Revista Abba News, Juninho do Banjo, disse que “no mundo da fama encontrou bons momentos como, muito dinheiro, as belas noites de shows, mas por trás de tudo isso também conheci o terrível mundo das drogas.”

Juninho começou a tornar-se um dependente químico, o que começou a refletir em todas áreas de sua vida. “Passei então a comprometer o grupo por conta das minhas atitudes, pois só queria saber das drogas, foi quando tive que sair do Katinguelê. Sofri muito, entrei em depressão, minha mãe não suportando mais minhas atitudes, pois eu vendia tudo que ela tinha (até mesmo suas roupas), mandou-me embora de casa. Foi uma fase muito terrível, sai de casa somente com a roupa do corpo, nos primeiros dias sempre ia almoçar na casa de alguns amigos mas depois não tinha para onde ir. Passei muita fome e também fiz com que minha mulher e meus filhos sofressem muito”.

Após anos na dependência, Deus enviou dois Pastores até a casa de sua mãe, foi lá onde começou o lindo processo de libertação e transformação em sua vida. Sua mãe era adepta ao candomblé, no entanto, ao receber a visita de tais pastores, disse que se Deus mudasse a vida de seu filho, ela serviria a Deus pelo resto de sua vida. Após alguns dias Juninho foi até a casa de sua esposa, onde a mesma bem depressa chamou dois de seus amigos para fazer com que Juninho não saísse de casa até a chegada dos Pastores. “De repente vi dois homens de terno no meu quintal, perguntei para meus amigos se eles estavam ficando doidos, pois odiava os crentes. Aqueles pastores entraram e me disseram se eu aceitava ir para uma clínica de recuperação pois Deus tinha uma obra na minha vida, eu disse que não sabia o que era obra mas que aceitava ir para a clínica. Deus começou ali a mudar minha história. Chegando naquela clínica, estava tendo um culto, fui até lá, não tendo lugar para sentar fiquei em pé, bem na frente, estavam todos louvando a Deus, comecei a chorar, alguns minutos após o Pastor fez o apelo e eu aceitei a Cristo como meu único e suficiente salvador.”

Hoje Juninho do Banjo congrega na Igreja Tabernáculo de Deus, com sua mulher e seus três filhos. Para ele o louvor é uma maneira de expressar a Deus sua gratidão, falar de seu poder. Deus o tem abençoado poderosamente, foi indicado para o Prêmio Troféu Talento de 2011, na categoria do melhor do samba.

Tem feito a obra de Deus em todo o Brasil, louvando a Deus e levando o evangelho através de seu poderoso testemunho.




Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.