Ala homossexual do PSDB cobra explicações de deputado evangélico por negociar Kit gay

Publicado em 10 junho 2011


de diversidade sexual do PSDB, o Diversidade Tucana, vai pedir para o partido cobrar explicações do deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, por ter negociado com o governo a retirada do Kit anti-homofobia.

A declaração do presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE), deputado João Campos (PSDB-GO), de que o apoio a Antonio Palocci foi usado como barganha pelos religiosos contra o kit anti-homofobia do Ministério da Educação, provocou a reação do Diversidade Tucana, núcleo de diversidade sexual do PSDB.

A afirmação de Campos foi feita durante entrevista a Terra Magazine, no dia 25 de maio, quando também informou que, após reunião, as bancadas evangélica e católica haviam decidido \\\”impor uma série de condições\\\”. \\\”Se o governo insistisse em manter o kit, bloquearíamos a votação na Câmara e apoiaríamos a convocação do (então) ministro Palocci para dar explicações\\\”, relatou na ocasião.

Para o articulador do Diversidade Tucana, Marcos Fernandes, o discurso do deputado não está alinhado com os ideais defendidos pela legenda.

– A posição que ele coloca é diferente da posição do próprio PSDB. Aqui, em São Paulo, por exemplo, temos uma delegacia de combate a crimes de intolerância, que começou com Mário Covas através de um grupo que combatia crimes de intolerância à diversidade. O Geraldo (Alckmin) transformou o grupo em delegacia. Temos conselhos criados pelo (José) Serra, prefeito e governador. Temos ambulatórios específicos para travestis e transexuais. Aqui, foi aprovada uma lei que garante ao parceiro do funcionário público o direito a pensão em caso de falecimento. Quer dizer, são várias ações que protegem a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), e vem o deputado e começa a dizer coisas contrárias ao que o próprio partido pensa.

O Diversidade quer que o partido se posicione. Fernandes diz que o grupo pretende ainda conversar com o presidente da FPE para \\\”que ele, por ser do PSDB, ao falar como deputado, perceba a posição do partido\\\”.

– Ele declarou que, se a Dilma insistisse no kit, que deputado chama de \\\”kit gay\\\”, eles (os parlamentares religiosos) iriam assinar a CPI do Palocci. O PSDB e o DEM é que entraram com pedido de CPI. Como ele disse que pretendia negociar? – indaga.

Em post intitulado \\\”O fundamentalismo avança, nós trabalhamos para combatê-lo!\\\”, publicado no Blog Diversidade Tucana, João Campos foi chamado de \\\”deputado no PSDB que aderiu ao obscurantismo e à pregação homofóbica como forma de se promover\\\”.

E você, o que acha disso? Dê sua opinião.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Respostas Ala homossexual do PSDB cobra explicações de deputado evangélico por negociar Kit gay

  1. Irenilton Arruda de Miranda disse:

    Sou evangelico,e não sou contra o homosexual mas sim contra a pratica homosexual todos tem o direito de fazer o que bem quiser dentro da quilo que é etico e moral. Que Deus possa ter misericordia de nossa nação.

  2. Atticktaits disse:

    Viens retrouver nos filles en webcam pour chater et mater en direct.

    Choisis ton amatrice, elle fera tout ce que tu voudras.
    Pour chacune des modèles, une galerie photo gratuite est disponible, ainsi qu’un
    accès au chat public gratuit,
    idéal pour faire connaissance avant d’aller plus



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.