Assembleia promove capacitação sobre tráfico de pessoas em Lethem

Publicado em 24 novembro 2016

 

A Assembleia Legislativa de Roraima, por meio da Procuradora Especial da Mulher/Núcleo de Promoção/ Prevenção e Atendimento às Vítimas do Tráfico de Pessoas, promoveu uma capacitação sobre tráfico de pessoas e as leis brasileiras, para autoridades e moradores da cidade de Lethem, na Guiana. Os participantes receberam panfletos e a cartilha com informações sobre esse tipo de crime.

A palestra ministrada pela procuradora especial da mulher e coordenadora do Chame (Centro Humanitário de Apoio à Mulher), deputada Lenir Rodrigues (PPS), abordou o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em seguida a coordenadora do Núcleo, Socorro Santos, e a internacionalista Jamile Mendonça falaram sobre o tráfico de pessoas. Todas as palestras foram traduzidas por uma intérprete.

O prefeito administrativo de Lethem, Paber Carl, disse que é muito importante conhecer as leis brasileiras, pois constantemente muitas pessoas visitam o Brasil e vice versa. “O tráfico é um problema mundial, muitas brasileiras são traficadas, assim como muitas das nossas meninas são levadas daqui para outros países, seja para o tráfico humano ou para exploração de trabalho. Acredito que as autoridades precisam está informadas para combater esse tipo de crime”, enfatizou.

A deputada Lenir disse que a união das duas cidades é um grande passo para combater esse tipo de crime. “Para nós é muito importante saber que o trabalho da Assembleia Legislativa, por meio do Chame, está chegando até aqui. O tráfico humano tem várias vertentes, por isso é importante que eles conheçam nossas leis, assim como nós estamos conhecendo as deles. É uma troca de informações para estabelecermos uma amizade internacional aqui na fronteira e tentar mudar essa triste realidade vivida pelos dois países”, ressaltou.

Para a cônsul geral da Guiana no Brasil, Shirley Melville, a informação sobre o assunto precisa chegar de forma mais esclarecedora até as pessoas.

A coordenadora do Núcleo Socorro Santos, reforça que a informação é uma das principais armas contra esse tipo de crime. “O tráfico é silencioso, a gente acha que não existe, mas ele é constante no dia a dia, por isso é essencial estabelecermos parcerias, levar informações necessárias para que todos saibam identificar. Foi um encontro muito proveito e nossa intenção é ampliar essa troca de informação e voltar mais vezes aqui”, finalizou.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.