Programa Abrindo Caminhos encerra atividades com confraternização

Publicado em 21 dezembro 2016

 

As atividades deste ano do programa Abrindo Caminhos, da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima, foram encerradas na tarde desta terça-feira, 20, com uma festa que reuniu as crianças e adolescentes, pais, servidores e o idealizador do programa, deputado Jalser Renier (SD). A confraternização contou com a presença do Papai Noel, apresentação do coral, lanche e distribuição de presentes.

Durante o evento, Jalser Renier lembrou que o resultado deste trabalho é produto de um sonho idealizado no ano passado, por ocasião da festa natalina. Ele aproveitou para anunciar a extensão deste programa para o exercício de 2017.

“Essa festa é transformação de sonho em realidade. É o melhor projeto que já fiz na minha vida. É um projeto para atender todas as crianças, não só no final de semana, mas todos os dias, de manhã, de tarde e de noite. No próximo ano vamos abrir nova escola no bairro Pintolândia para oferecer aulas de inglês, espanhol e música. Vamos interagir com a cultura e abrir também novos espaços nos municípios de Rorainópolis, Alto Alegre e Mucajaí”, anunciou o parlamentar.

O coral, que reúne 132 crianças que moram nos bairros que ficam nas áreas de entorno da sede do programa, localizado no bairro Cambará, apresentaram três músicas, para mostrar como será a apresentação principal que acontecerá nesta quarta-feira, a partir das 17h, na Cantata de Natal da Assembleia Legislativa.

A estudante Clara Nicoly Feitosa, 8 anos, mora no Pintolândia, faz duas atividades oferecidas pelo programa. “Eu faço ginástica e coral e gosto muito. Desde criancinha que queria fazer, mas mamãe não podia. Daí minha tia quando viu na televisão pediu para minha mãe me matricular”, disse.

O adolescente Rubem Artur dos Santos Gibim, 13 anos, está aprendendo a tocar violão. “Quando eu vi na televisão falando sobre o Programa Abrindo Caminhos, pedi logo para a minha mãe me matricular. Eu já tenho violão e fazia as aulas pela internet quando dava, pois minha mãe não tinha condições de pagar aula particular. Esse programa é uma oportunidade para eu aprender”, analisou.

A estudante Stefany Araújo, 8 ano, está fazendo as aulas de balé. A experiência está sendo ímpar na vida dela. “Eu já tinha feito balé, mas na minha casa. Era minha tinha que me ensinava. Agora aqui está melhor”, comentou.

Programa – O programa Abrindo Caminhos tem 1.100 alunos inscritos, estudantes da rede pública municipal e estadual de ensino, nas faixas etárias de cinco a 17 anos, que realizam atividades culturais e extracurriculares.

Além do coral, o programa oferece informática, música balé, ginástica rítmica e jiu-jitsu, e teatro. Algumas atividades, como o curso de informática, só podem ser feitas por crianças já alfabetizadas.

No total são nove turmas de balé, cinco de teatro, quatro de ginástica rítmica, quatro de jiu-jitsu, além das de informática. As turmas variam de 20 a 50 alunos. São critérios para ser atendido pelo programa, além da faixa etária, ser baixa-renda, está em situação de vulnerabilidade social e ter bom desempenho escolar.

“Temos nessas atividades oferecidas uma série de pontos positivos para as crianças e adolescentes porque é um projeto de uma natureza social muito grande. Isso é um orgulho, para nós que somos legisladores, participar de um evento, sabendo que o Poder Legislativo está atento à questão social e trazendo a sua contribuição social para o nosso Estado e para as crianças, que neste momento dividem seu momento de Natal e de felicidade com toda a nossa família”, disse Renier.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.