O ide…

Publicado em 30 abril 2015

Jesus não estava preocupado com a Cruz. Ele não passou pouco mais de três anos treinando homens para um velório. O Mestre preparou pessoas que dariam a própria vida para que seu evangelho chegasse a todo o mundo.
Não compreendo como podemos perder tanto tempo dentro de nossas igrejas discutindo quem deve ou não povoar o céu. Ficar discutindo com a sociedade sua forma de se comportar, quando a nós foi revelado que o caos é inevitável. ” Assim como no tempo de Noé”. E quando o mundo estiver com essa característica, esse perfil de valores e costumes que Ele voltará. Jesus não disse: Ide por todo mundo e decidam quem merece ir para o céu. Sabemos que a grande preocupação do Mestre é que fôssemos por todo mundo pregar seu evangelho, a todas as nações , e mais, fazer de cada pessoa um discípulo para que possa também fazer o Ide.
Levar sua palavra, anunciar as boas novas sempre foi a grande meta de Cristo. Ele sabia que a Cruz não teria sentido, se esse feito não ganhasse a proporção, rompesse as fronteiras e não chegasse até os confins da terra. Propagar, divulgar, anunciar foram as últimas palavras de Jesus para seus discípulos, antes de deixar a terra.
O preço da Cruz com certeza foi altíssimo, a distância do Pai, naquele momento causaria à ruptura mais dolorosa de todos os tempos. Ele sabia que aquilo não era o fim, e sim, apenas o começo. Pagar pelos pecados não garantiria que toda humanidade aceitaria seu ato de bom agrado. Por isso, Ele ressuscita já com o pensamento fixo em sua equipe que completaria a missão da Cruz.
O Mestre lhes disse: “Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém.

Vocês são minhas testemunhas…

E suas testemunhas tem sido perseguidas durante todos esses anos, hora divertindo romanos nos estádios lotados como comida para leões e sendo crucificados de cabeça para baixo; hora sendo presos, torturados, decapitados para vídeos divulgados para todo o planeta pela internet.
Mas nada disso tem diminuído os esforços de quem entendeu o chamado de Cristo, se o império Romano e seus leões depois de matarem milhares de cristãos não foram capaz de pará-los, aliás presenciaram, algo que jamais o mundo entendeu, a cada cristão morto é a certeza de centenas que nascem, assim como Jesus somos comparados a semente;

“Digo-lhes verdadeiramente que, se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, continuará ele só. Mas se morrer, dará muito fruto.” João 12.24

Por isso não para de crescer o número de loucos prontos para dar a vida em favor da causa mais nobre de todos os tempos: Apresentar o homem o caminho da salvação.

“Aquele que ama a sua vida, a perderá; ao passo que aquele que odeia a sua vida neste mundo, a conservará para a vida eterna.Quem me serve precisa seguir-me; e, onde estou, o meu servo também estará. Aquele que me serve, meu Pai o honrará. João 12.25;26”

Pr. Marcone Lázaro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.