Um Carcereiro entre a cruz e a espada…

Publicado em 27 agosto 2014

A profissão de carcereiro é uma das mais antigas da humanidade, e também a 2ª mais perigosa do mundo, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Essa profissão existe desde que surgiu o primeiro prisioneiro. Se tem alguém preso, tem que ter quem cuide para que ele fique enclausurado.
É de um profissional dessa área que quero falar, no livro de Atos, mas preciso no Capítulo 16 tem a história de um carcereiro, seu nome não é citado, mas suas experiências ninguém esquece até hoje.
Um dia, o silencio e a tranqüilidade da cidade de Filipos (Macedônia) é quebrada. Um bando de gente gritando, pedindo justiça contra duas pessoas que estavam de passagem pela região.

“Estes homens são judeus e estão perturbando a nossa cidade,
propagando costumes que a nós, romanos, não é permitido aceitar nem praticar”. Atos 16:20-21

Os dois homens são açoitados e lançados na prisão. O nosso personagem “Carcereiro” achando que o dia seria tranquilo como todos os outros, recebe a incumbência, o dever, de vigiar com cuidado os dois homens perigosos.

“Segundo a lei romana daquela época se um carcereiro tivesse no seu horário de trabalho um preso fugido, ele seria morto por decapitação a sua família sofreria com certeza por essa tragédia.”

Para não correr nenhum risco, ele lançou os homens no cárcere interior e lhes prendeu os pés no tronco. Atos 16:24 Nada melhor do que se certificar que eles não fujam de jeito nenhum; Com certeza, deve ter pensado o Carcereiro.
Como os novos presos não gritaram, murmuram por conta da situação que se encontravam, aliás, algumas horas mais tarde eles até começaram a orar e cantar. O Carcereiro mesmo achando tudo muito estranho, aproveitou o clima tranqüilo que ficou no presídio e pegou no sono.

Terremoto!!!

O homem é acordado assustado e sente tudo tremer, de repente os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas das selas se abriram, e as correntes de todos os presos se soltaram. Atos 16:26
Certo que eles já tinham fugidos, o Carcereiro, não vê outra alternativa que não fosse se matar, quem sabe sua família não teria uma vida melhor, se todos pensarem que ele foi morto pelos detentos durante a fuga.
Mas antes que ele cometesse alguma loucura, uma voz, lhe encoraja a não fazer tal besteira.

“Não faça isso! Estamos todos aqui! “Atos 16:28

Um alívio, mas também uma certeza que algo divino aconteceu, só poderia ser um milagre. E o Carcereiro, reconheceu que aqueles dois homens eram especiais, e eram da parte de Deus, e lhes perguntou; “O que devo fazer para ser salvo?”

Paulo e Silas responderam: “Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa”.

Atos 16:31

Série ” A simplicidade do Mestre”

Pr. Marcone Lázaro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Sugestão de Leitura
Enquete

Deus pode usar a doença para provar uma pessoa?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...
Lista de Links
Copyright 2007-2012, Jota7.com - Todos os direitos reservados.